Skip to main content

O 4º bairro mais estiloso do mundo: Gastown, Vancouver

Todos que moram em Vancouver sabem que Gastown é um lugar que dita tendências na costa oeste e é cheio de charme e gente descolada. O que eles não sabiam é que o bairro eleito o 4º com mais estilo do mundo pelo conceituado website complex.com este ano, atrás apenas do 1o Arrondissement de Paris, o Harajuku, em Tóquio e o Soho de Nova York.
Segundo o complex.com, Gastown transformou-se em um centro internacional de moda masculina, onde há lojas como as exclusivíssimas Haven, Inventory e, claro, Roden Gray.
Mas não é só de alta-costura que vive Gastown. O bairro é o mais antigo de Vancouver e foi fundado no mesmo ano em que o Canadá se fundou como nação, ou seja há exatos 150 anos. Assim como o país, em 1o de julho de 2017 Gastown celebrará a data em grande estilo e será provavelmente uma das melhores festas, de costa a costa e com opções para todos os bolsos.


A diferença de Gastown para os resto de Vancouver data de 1971, com as “Revoltas de Gastown”: em 7 de agosto daquele ano moradores do bairro organizaram uma manifestação pacífica chamada de “Smoke-in”, pela legalização da maconha, que foi violentamente reprimida pela polícia montada canadense. O que se seguiu foram manifestações ainda maiores no bairro. Quem levou a melhor? bem, veja os posts anteriores ! 🙂
Hoje, bem diferente das revoltas de 1971, Gastown se orgulha em ser um dos pontos mais valorizados de Vancouver, oferecendo ótimas opções gastronômicas, moda, vida noturna e turismo.
Talvez o que fascine mais é que apesar de ser um bairro burguês e capitalista, jamais expulsou os hippies e “maconheiros” sem teto de lá, que convivem muito bem com os moradores que saem com suas BMW’s de casa. E, se alguém de fora se incomodar com eles, pode ter certeza: quem vai sair é o forasteiro. Gastown é como uma família, onde os hippies dos anos 70 não saíram e os hispters do Silicon Valley se mudaram para cá nos anos 2000 e todos convivem bem, e mais: não desejam que isto mude. Ou seja, já deu para ver que preconceito, racismo e moralismo hipócrita nāo têm vez em Gastown.
Indo a Vancouver, se não puder se ho$$pedar em Gastown, venha conhecer. E venha como quiser: de Prada ou de jeans rasgados e chinelo: você sem dúvida nenhuma será muito bem recebido tanto na roda de funk da galera da fumaça na Maple Street Square ou no caríssimo restaurante L’abbatoir, na Carrall Street.


Alberto Escosteguy

Deixe uma resposta