Skip to main content

Como trabalhar no verāo em um novo destino, e reduzir seus gastos a ZERO

Primeiro dia de voluntariado remunerado no Ocean Inn Hostel & Suites. Na verdade, como eles acharam que tudo correu bem da outra vez, eles me ofereceram um “full time job”, ou seja um emprego de tempo integral no hostel, em housekeeping. Como já comentei em posts anteriores, o ideal é juntar dinheiro no primeiro mundo e viajar pela Ásia, África e América Latina e, portanto, eu aceitei.

.
Minha rotina de trabalho será de 9:30 às 17:00, cinco dias por semana, dois dias livres às terças e quartas. Nāo vou trabalhar no Hostel, mas em uma casa perto daqui, onde eles alugam três suítes para o verāo, e ficarei sozinho lá: limpar 3 suítes de 9:30 às 17:00 hrs. Me parece bom! Como o percurso de 15 minutos entre o Hostel e a casa é grande parte à beira-mar, tenho ido de bicicleta para aproveitas os dias que já estāo esquentando e e já temos sol até à 21:30h.

.
Parte do salário será para cobrir a hospedagem no Hostel, embora de valor consideravelmente menor em relaçāo ao que um hóspede paga. Tendo em vista que estamos na alta temporada de verāo, vale a pena. Como o café da manhā e jantar sāo fornecidos pelo Hostel, meus gastos sāo praticamente zero e é onde eu quero chegar neste verāo: gasto = ZERO. Com isso, quando todos estiverem voltando para as escolas,universidades e escritórios em setembro, quando termina o verāo, tendo gastado praticamente o dobro do que gastariam na baixa temporada em uma ilha como a Vancouver Island, eu terei passado o verāo trabalhando em um Hostel e, ao terminar o verāo, recomeço a viajar. Que lugar você me recomenda?

.
Se você seguir estas dicas dos nômades digitais, você poderá viajar praticamente de graça e, quando usar suas milhas para sua passagem, sua viagem pode sair literalmente a custo zero.

.
No próximo post eu descreverei como está sendo minha rotina de trabalho no Hostel.


Alberto Escosteguy

Alternativas para visitar Vancouver e BC sem pagar hospedagem: o “Volunturism”

Vancouver é uma cidade muito cara. British Columbia (BC), em geral, nāo é uma província barata, por isso, é bem possível que no meio de sua viagem por aqui você descubra que já gastou [muito!] mais do que previa. Calma! Há solução para tudo. No Canadá e EUA o voluntariado é algo levado muito a sério. A tal ponto, que para se formar na universidade você precisa ter prestado determinado número de horas como voluntário em sua comunidade.

A partir deste forte traço cultural, nasceu o “Voluntarism” ou o turismo feito como voluntário. A lógica é simples: você se hospeda em um hotel, hostel, B&B ou até mesmo na casa de algueém, só que ao invés de pagar sua hospedagem [e em muitos casos a alimentação também] com dinheiro, você oferece sua ajuda como voluntário no que for preciso. Normalmente são funções que nāo exigem qualificação especializada, embora não seja raro ser pedido ajuda com web designer, programação e construção de websites.
A regra é basicamente a mesma: você trabalha de 4 a 5 dias por semana, entre 4 a 5 horas por dia e tem os outros dias livres. O clima é sempre bem descontraído e fica bem claro que você não é um funcionário, e sim um voluntário de ferias. Ficando na casa de alguém você acaba por participar da rotina da família, indo a eventos sociais, festas etc. É uma experiência muito bacana, ao estilo de um intercâmbio, com a diferença de que você nāo paga nada.
Em Vancouver há um número significativo de “hosts” (as pessoas que te hospedam) sobretudo vegetarianos e donos de pequenas chácaras e sítios urbanos onde se cultivam hortas e/ou jardins e pomares. Você ajuda no trabalho de colher frutas, aparar o jardim, cuidar das flores e preparar tudo para “dormir” se for antes do inverno ou “acordar” as plantas, na primavera.
Algo comum também, no norte de BC, são criadores de Ruskies (os cachorros) que puxam trenó no inverno. Você vai cuidar deles, brincar, treinar, limpar os… você sabe. Mas não fará sozinho. Normalmente os donos trabalham junto com você.

Eu, particularmente, acho uma oportunidade ímpar de conhecer o Canadá como ele realmente é, combater a solidão de se viajar sozinho, praticar o idioma local, conhecer novas culturas e ampliar sua rede de contatos no Canadá.
Os 2 principais sites para se buscar este tipo de tursmo são: workaway.info e helpx.net. Basta se inscrever e se candidatar às oportunidades que você se identificar.
Se você possui cidadania canadense, é residente permanente ou possui visto de trabalho, você pode optar por voluntariados pagos. Na verdade são empregos nos quais seu salário é descontado na moradia e alimentação, e sempre sobra alguma coisa. É uma ótima oportunidade para se ter experiência canadense no mercado de trabalho, conhecer como funciona a relação empregador-empregado e conhecer seus direitos e obrigações trabalhistas na América do Norte. De forma geral, são empregos com uma carga horária mais leve do que empregos “normais”.
Em BC, eu sugiro fortemente o www.oceanisland.com, um hostel bem no centro de Victoria, em Vancouver Island. Você trabalha 4 dias por semana, 5 horas por dia na limpeza. O trabalho é bem tranqüilo e normalmente os canadenses adoram, pois podem ficar mais tempo em Victoria e ainda ganhar $. Depois do trabalho você pode ir para o bar do hostel com música ao vivo e muita animação. Em termos de pagamento, você recebe CAD250 por mês e não paga alimentação nem hospedagem.
Se você falar idiomas e tiver qualificação pode ser aproveitado para outras áreas como front desk, marketing etc. e até ser contratado definitivamente. Claro que para esta oportunidade é necessário ter permissão de trabalho.
Se você achou interessante, agora basta se cadastrar, escolher “host” e se divertir muito gastando… quaase nada.
E viva o Canadá!


Alberto Escosteguy

Anotações Pré-Embarque: Fazendo o Roteiro e Como Voar Barato na Ásia

Um dos templos nas águas de Bali, Indonésia.

Estamos iniciando nossa próxima aventura e a primeira de nosso blog e o destino escolhido foi o sudeste asiático.

Há 2 formas de ser um verdadeiro nômade digital: para os mais experientes, vale a máxima “quanto mais leve, melhor”. Estes viajantes levam apenas o básico que qualquer pessoa utilizaria seja na Sibéria ou no Saara: escova de dentes, toalhas, roupas íntimas, um smartphone ou laptop para postar no blog outras pequenas coisas. Ou seja, eles não desacham bagagem! Isso mesmo!
A outra maneira de viajar, e é a melhor para os menos experientes, é escolher roupas e artigos pessoais que você necessitará por pelo menos 30 dias. Assim, despacha bagagem.

Nosso blogger e nômade digital escolhe a primeira opção mas isso depois de mais de 20 anos de estrada.

Bem, mas vamos falar de Ásia. O que vamos fazer é comprar uma passagem de ida e volta para um ponto de entrada e na Ásia ir comprando passagens de acordo com o roteiro que vai sendo construído na estrada. Desta forma, não se perde dinheiro e tempo comprando passagens caras e reservando hotéis/hostels que você pode nem ficar, acarretando em multas ou perda de 100% do valor pago. Então, a dica de ouro aqui é: planejar seu roteiro ao longo da viagem.

O importante é determinar um macro-roteiro:

  • países que se quer visitar;
  • interesses em cada país;
  • planilha de gastos aproximados em cada cidade nas DUAS MOEDAS: real e moeda local;
  • reserva garantida (pré-paga) no lugar onde vai iniciar seu roteiro por pelo menos 2 noites.

Chegando lá, vamos iniciar nossa jornada. Para quem também tem interesse na Ásia, vamos falar sobre as cias. aéreas mais baratas que você talvez não encontre nos grandes buscadores (google flights, skysnanner etc.).Vamos lá: Felizmente  há mais companhias aéreas baratas nos céus da Ásia do que em
qualquer outro continente do mundo e muitas delas não estão nos buscadores que você encontra no google. Fizemos uma lista após muita pesquisa de satisfação dos próprios passageiros em sites como Skytrax.

1 Skymark Airlines
Esta cia, aérea é baseada no Japão e oferece vôos regionais muito baratos. Tem boa avaliações.

2. Tiger Air
Cia. muito barata com voos saindo de Singapura, Bali, Bangkok e região.

3. Spicejet
Como o nome sugere, cia, baseada na Índia é muito recomendada para quem
quer voar na terrade Krishna.

4. AirAsia
Se você prefere surfe, festas na praia, meditação e yoga e muita gente bonita do mundo todo, seu destino na Ásia certamente é Bali. E para voar barato para Bali de várias cidades na Ásia, Air Asia é uma ótima opção.
Esta lista apresenta as principais linhas aéreas alternativas na Asia, mas há outras !

Agora é planejar a viagem e boas ondas!


Alberto Escosteguy

Diversas opções de voluntariado no Canadá

Na costa oeste canadense há varias opções para voluntário: fazendas, sítios, escola para aprender a criar e treinar cachorros para trenós, hotéis, hostels e por aí vai. Pela minha experiência eu recomendaria o ocean Inn Backpackers.(http://www.oceanisland.com).

O hostel fica bem no centro da capital da província, em Victoria, que por sua vez, se localiza em Vancouver Island, bem ao sul.possui o melhor clima do Canada, melhor qualidade de vida, criminalidade insignificante, muita area verde, muitos parques e a poucos minutos de ferry boat da incrível cidade de Seattle ( USA) capital do Grunge e do Indie Rock.

O voluntariado é de housekeeping (lavar banheiros e arrumas quartos) mas não se assuste. Somente voluntários fazem esse trabalho. Como são todos viajantes, por fim é bem divertido, pois você trabalha 5 horas por dia, 4 dias por semana. Isso mesmo: ha 3 dias de folga. Porem, o mais divertido é que este voluntários é um dos poucos REMUNERADOS do Canada.

É uma ajuda de custo, mas como você não paga hospedagem e alimentação, se quiser dá para economizar ( acho difícil a não ser que seja do tipo super mega nerd anti-social pois é festa toda noite!! ) Super recomendo.

Clique na imagem abaixo e conheça o site:

ADDRESS:

Ocean Island Inn | Backpackers | Suites
791 Pandora Ave.
Victoria BC, Canada
V8W 1N9

PHONE:

Toll Free in North America: 1-888-888-4180
Local & International: 1-250-385-1789
Office: 1-250-385-1785
Office Fax: 1-778-265-1073

EMAIL:

info@oceanisland.com


Por Alberto Escosteguy